sexta-feira, 21 de setembro de 2012

VMB 2012



Em meio aos recentes boatos (?) de possível venda (e fim) da MTV, assisti, depois de muitos anos, à entrega do VMB, edição 2012. Apenas Marcelo Adnet, ao final da apresentação, fez referências ao assunto  que tomou conta da imprensa há algumas semanas - e parece que o público presente não entendeu a mensagem.
Enfim, o tal "novo formato" da apresentação, com dois (bons) pocket shows no início e final da cerimônia (Planet Hemp e Racionais MC's, respectivamente), e sem a presença de um âncora, fizeram pouca diferença. O que contou mesmo foram os artistas contemplados nessa premiação, que este ano praticamente ignorou os tais "sertanejos universitários" e emos, privilegiando a chamada "cultura de rua" (com skates, rap e hip hop), e mandou bem na escolha de alguns dos principais premiados, como o Melhor Disco do Ano para "Sintoniza Lá", do BNegão e os Seletores de Frequência (fazendo coro com este blog), Melhor Vídeo para "Mil Faces de um Homem Leal (Marighella)", dos Racionais, e a Gaby Amarantos como Artista do Ano e Artista Feminina. O Bonde do Rolê também fez uma apresentação divertida.
Ao assistir ao programa, minha intenção era me familiarizar com certa cena musical nacional. No meio de tanta porcaria, que parece ser a regra da música brasileira atual, deu pra peneirar algumas coisas de fato interessantes.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário