segunda-feira, 17 de setembro de 2012

O "Kit Gay"



Estava demorando. Finalmente o famigerado "kit anti-homofobia" (que já ganhou a alcunha de "kit gay" por aqueles que, bem entendido, não têm nenhum preconceito contra gays, imagina, apenas querem proteger nossas criancinhas do "proselitismo homossexual") entrou na campanha eleitoral municipal paulistana. E entrou pela contramão. Haddad deveria era estar sendo criticado por ter cedido à pressão da bancada evangélica e cancelado, ano passado, este interessante projeto, em troca da inútil blindagem do então Ministro-Chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, atolado até o pescoço por denúncias nunca esclarecidas de lobby no governo federal e impressionante enriquecimento pessoal. Esses filhos da puta populistas ganharam mais uma vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário